CUIDADOS

Fique atento ao coração do seu gato

Doenças cardíacas podem aparecer em pets a qualquer idade. Saiba como tratar o coração do seu bichinho.

 

Hipertensão, problemas cardiovasculares e outras enfermidades são doenças que causam bastante preocupação entre tutores. Elas são, na maioria das vezes, fatais. Por mais que muitas pessoas pensem que as doenças cardiovasculares assombram apenas a vida de pets idosos, em alguns casos elas podem acompanhar o animal desde o nascimento.

 

Vale lembrar que uma alimentação balanceada e cuidados específicos são essências para que os bichinhos de coração fragilizado possam viver por mais tempo com qualidade de vida.

 

Dificuldade para respirar, alteração da cor da língua, rejeição a atividades físicas, sono demasiado, fadiga, sede e tosse são os principais sintomas. Esteja atento! Na alimentação, procure alimentos completos, cuja fórmula contenha ingredientes selecionados e nutrientes fundamentais para o desenvolvimento ideal do pet. Vale arriscar em uma alimentação humana, se o veterinário responsável pelo animal concordar.

 

Focar em atividades físicas é uma grande dica. É necessário reservar um tempo todos os dias e levar seu bichinho para passear, correr e respirar ar puro. Por fim, atenção redobrada para pets idosos. A longa idade exige cuidados ainda mais específicos, como redução notória do consumo de sal.

 

MASSAGEM CARDÍACA: APRENDA JÁ

Para quem convive com pets, saber fazer massagem cardíaca é indispensável em momentos de emergência.

 

Em primeiro lugar, o gato deve ficar deitado do lado direito. Coloque a palma das mãos sobre o coração do animal. Faça uma pressão firme e rápida sobre a região e solte. Você deve pressionar rapidamente e soltar uma vez por segundo. Em caso de gatos pequenos ou gatos, use as pontas dos dedos para pressionar o coração. As massagens devem ser feitas por um minuto e observar em seguida se os batimentos estão de volta.

______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Fonte: https://www20.opovo.com.br/app/colunas/eobicho/2016/11/12/noticiaseobicho,3668868/e-hora-de-cuidar-do-coracao.shtml