NOTÍCIAS

Fisioterapia em pets

O tratamento ajuda na melhora de dores musculares e problemas nas articulações de cães e gatos. Saiba tudo!

 

Se seu peludo está sempre deitado, chorando e não sente vontade de brincar: atenção! Estes podem ser sintomas de dores musculares e nas articulações. Assim como os seres humanos, pets também sofrem com hérnia de disco, artrose, além de luxação patelar.

 

Para tratar desses problemas a fisioterapia é uma ótima opção. Hoje em dia, com o maior acesso a técnicas e equipamentos de reabilitação, além da especialização dos profissionais dessa área, pets podem ter um tratamento seguro e eficaz.

 

Recomendada principalmente para animais com problemas nas articulações e coluna, o tratamento controla e alivia dores no animal, melhorando a qualidade de vida e funcionando, na maioria das vezes, como uma alternativa para eutanásia.

 

De acordo com a veterinária, as sessões de terapia duram uma hora e são personalizadas de acordo com a necessidade de cada pet. ‘’A fisioterapia ajuda na melhora da condição locomotora do pet. No caso de um animal paralisado, a reabilitação é realizada para fazê-lo voltar a andar’’, conta a profissional.

 

Thessa também explica que cães e gatos com dificuldade de locomoção causada por doenças como a hérnia de disco, por exemplo, a intenção da fisioterapia, além de controlar a dor, é melhorar a resistência e fortalecer a musculatura, aumentando a amplitude de movimento das articulações e promovendo um aumento da disposição e saúde do animal.

 

Para facilitar na hora de encontrar clínicas de fisioterapia especialistas no atendimento para pets, nossa dica é apostar no aplicativo PetBooking. A plataforma reúne clínicas que oferecem diversos tipos de atendimento, dentre eles, o de reabilitação.

 

FÉRIAS SEM FRIO!

 

Se você pensa em curtir o fim das férias ao lado do seu ‘’filhote’’ em algum destino que está com baixa temperatura: atenção! Seu pet pode sentir mais frio do que você. Muitos tutores não conseguem perceber quando seu companheiro é afetado com as baixas temperaturas.

 

O principal sinal é quando o animal fica deitado e em cima de tapetes, sofás, camas e outros locais, que ajudam no aquecimento do corpo. O animal também costuma perder a disposição. Para prevenir, vale apostar em roupinhas confortáveis para aquecer o peludo. Se não tiver vestuários para pets, acomode o animal perto de lençóis grossos e, principalmente, em um ambiente que não tenha ventania ou ar condicionado.

______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Fonte: https://www.opovo.com.br/jornal/colunas/eobicho/2017/07/fisioterapia-em-pets.html